Celebração Ecumênica - COREC - Porto Velho/RO

Cartaz Oficial

No dia 03 de Junho de 2019 aconteceu na Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil - IECLB localizada no bairro São Francisco da Cidade de Porto Velho – RO, uma celebração ecumênica onde se reuniram pessoas das várias denominações religiosas, entre elas a Igreja Católica Romana, Igreja Episcopal Luterana do Brasil, Igreja Presbiteriana Gileade, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

A Semana de Oração pela Unidade Cristã (SOUC) é promovida mundialmente pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e pelo Conselho Mundial de Igrejas, convida à celebração da Justiça que neste ano vem com o lema “Procurarás a justiça, nada além da Justiça” (Dt, 16, 18-20). Organizada pelo Conselho Regional de Ecumenismo – COREC a celebração foi muito agradável regada de apresentações de musicas e explanação do lema citado acima. Entre os que contribuíram para a explicação do lema e da SOUC estão a Ir Celi Souza, Pastor Rodrigo Reis, Pastor Aluízio Vidal e Dom Benedito Araújo que concluiu a celebração com a carta divulgada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic). Que estará abaixo na íntegra:

CARTA DAS IGREJAS-MEMBRO DO CONIC SOBRE A SEMANA DE ORAÇÃO 2019

Procurarás a justiça, nada além da justiça

(Dt 16, 18-20)

A Semana de Oração pela Unidade Cristã 2019 nos convida a celebrarmos a Justiça fundamentada na graça de Deus. Esta justiça nos desafia a olharmos para a complexidade dos problemas da humanidade, a revermos as relações de poder e a compreendermos que os interesses individuais ou de grupos econômicos não podem ser colocados acima dos seres humanos, da integridade da Criação e do bem-estar da humanidade.

A Semana de Oração pela Unidade de 2019 foi preparada pelas igrejas da Indonésia, um país multirreligioso e com uma diversidade étnica surpreendente. No entanto, a pluralidade ao invés de ser motivo de alegria e celebração, tem sido em algumas situações, causa de divisões e agressões. Assim como no Brasil, na Indonésia, o fundamentalismo religioso ou a supremacia de um grupo étnico sobre outro, tem significado forte divisão no país, que também é caracterizado por acentuada desigualdade econômica.

As igrejas da Indonésia nos convidam a refletir sobre a justiça a partir da unidade na diversidade, conceito importante para o ecumenismo. A justiça precisa garantir a dignidade e a integridade de todas as expressões culturais e religiosas e precisa zelar pela Criação de Deus.

Talvez estejamos vivendo em um momento da história em que a sobrevivência da Casa Comum está colocada em um risco muito alto. Diariamente, somos alertados e alertadas que precisamos transformar radicalmente nosso estilo de vida, nossas formas de organização, rever nossos valores, e redefinir as prioridades para a humanidade.

Para revertermos as situações de conflito, a agonia pela qual passa a Criação, mais do que nunca, temos a tarefa de superar a compreensão de que os interesses econômicos de poucas pessoas estão acima do bem comum. Da mesma forma, o individualismo não pode ser considerado critério para as relações humanas. Para que a Casa Comum esteja disponível para as gerações futuras, necessitamos recuperar o espírito da coletividade, a solidariedade, empatia, a compreensão de que nós, seres humanos, somos uma pequena parte da Criação de Deus.

No Brasil, a Semana de Oração pela Unidade Cristã foi preparada pelo CONIC/MG, que nos chama a atenção para um novo crime ambiental provocado pelos interesses econômicos de grupos financeiros que têm na mineração a sua geração de riquezas. É impossível não pensarmos nas pessoas de diferentes tradições de fé e também nas pessoas que não se vinculam a tradições religiosas que perderam amigos, amigas e familiares no rompimento da Barragem do Córrego do Feijão.

Queremos orar para que a Justiça da graça de Deus subverta a justiça humana que nem sempre assegura a reparação às pessoas afetadas pela ação de grandes corporações. Que das vidas interrompidas, pela destruição ambiental provocada pelo rompimento desta barragem sejam colocados acima das perdas financeiras das empresas mineradoras.

Nesta Semana de Oração pela Unidade Cristã queremos orar por todas as famílias afetadas pela mineração. Vamos orar pelas pessoas que dependem do rio Doce, do rio Paraopeba e do Rio São Francisco para sobreviverem. Estes rios sofrem os impactos da exploração mineradora. Que possamos atuar para a recuperação dos rios. Em nossas orações, lembremos dos povos indígenas que também sofrem com esta a destruição e pelas inúmeras famílias camponesas que perderam suas roças.

E, por fim, agradecer pela vida das pessoas que se organizaram para manifestar solidariedade, aos bombeiros e sua coragem e dedicação por recuperar as vidas soterradas.

Que o Deus da Justiça e da Graça nos encoraje!

Em Comunhão Ecumênica,

Dom Leonardo Ulrich Steiner

Secretário Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Pastora Sílvia Beatrice Genz

Pastor Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

 

Bispo Naudal Gomes

Bispo Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

 

Presbítera Anita Sue Wright Torres

Moderador da igreja Presbiteriana Unida do Brasil

 

Dom Paulo Titus

Arcebispo da Igreja Sirian Ortodoxa de Antoquia

 

Pastor Paulo César Pereira

Presidente da Aliança de Batistas do Brasil