Carta à Sociedade Brasileira

Brasília, 24 de maio de 2018

ETH – Nº. 0270/18

“O encontro e a recepção do outro se entrelaçam com o Encontro e a recepção de Deus:

acolher o outro é acolher Deus em pessoa ”. Papa Francisco

  

Nós, integrantes da Comissão Episcopal Pastoral Especial para o Enfrentamento ao Tráfico Humano (CEPEETH) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reunidos em Brasília, nos dias 23 e 24 de maio de 2018, analisamos com muita preocupação a situação que envolve a intensificação do fluxo migratório dos venezuelanos que estão chegando através do Estado de Roraima. Segundo os dados do ACNUR e da Polícia Federal do Brasil estima-se que mais de 52 mil migrantes venezuelanos chegaram ao Brasil, a maioria destes permanecem em Boa Vista. Diariamente, em média, chegam 400 venezuelanos passando pela fronteira brasileira. A perspectiva é que o fluxo se intensificará e se estenderá no tempo.

A Igreja do Brasil está participando dos esforços da Resposta Humanitária, em Roraima, através de ações e campanhas, com a participação de várias Congregações Religiosas, organismos e pastorais, sob a coordenação de Dom Mário da Silva, bispo de Roraima.

Não temos deixado essa responsabilidade apenas para as autoridades e organizações de Roraima. Cientes da situação de vulnerabilidade e da falta de perspectiva de vida na qual se encontra a grande maioria destes migrantes e refugiados que estão chegando ao Brasil, desejamos responder a essa urgência, com uma ação profética e solidária, enquanto Igreja acolhedora.

Chamamos a atenção que muitos destes migrantes e refugiados são potenciais vítimas das múltiplas explorações, dentre elas, o tráfico humano nas suas diversas modalidades. Por isso, é importante responder com um olhar atento e ações concretas contra estas violações, por exemplo, recebendo e/ou acompanhando alguns desses irmãos que clamam por trabalho, moradia, alimentação e saúde.

Na certeza de que o bem que fazemos a um desses irmãos e irmãs é ao próprio Cristo que estamos fazendo, agradecemos fraternalmente.

Que Nossa Senhora interceda junto a Deus por todos/as a fim de que nos empenhemos decididamente nessa missão de “acolher, proteger, promover e integrar” nossos irmãos e irmãs imigrantes e refugiados em nossa pátria.

 

Dom Enemésio Lazzaris
Bispo de Balsas/MA e Presidente da Comissão

Follow us: